• AD
    AD
    AD
  • Dois milhões de testes para diagnóstico da covid-19 já foram disponibilizados

    Publicado em 20.05.2020 às 16:15

    O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz) e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) já alcançaram, juntos, a marca de dois milhões de testes moleculares para o diagnóstico da Covid-19 disponibilizados aos laboratórios públicos de todo o País. O número expressivo é uma contribuição fundamental às estratégias do Ministério da Saúde no combate ao novo coronavírus.

    A Fiocruz iniciou as primeiras remessas no início de março e, em conjunto com o IBMP, vem garantindo uma sólida atuação no contexto da pandemia.

    Diretor de Bio-Manguinhos/Fiocruz, Mauricio Zuma destaca a conquista alcançada em maio, mês em que a unidade da Fundação completa 44 anos. Segundo ele, o resultado merece ser comemorado, uma vez que simboliza a força e o empenho do Instituto, permitindo a Fiocruz alcançar essa marca e demonstrando o comprometimento diário das equipes em meio a uma emergência de saúde pública global.

    “Nesse momento crítico, cada um fez a diferença. E é preciso continuarmos fazendo. Bio-Manguinhos se orgulha em poder contribuir no atual cenário da saúde pública brasileira e também do trabalho feito pelos seus funcionários”, destaca Zuma. Segundo o diretor, o objetivo é escalonar a produção e, a partir de junho, produzir 500 mil reações por semana, ou seja, dois milhões de testes por mês. 

    Com informações da Fundação Oswaldo Cruz