• Advocacia goiana deve caminhar unida, sem qualquer divisão, diz Rafael Lara

    Publicado em 1.12.2021 às 17:29

    O presidente eleito da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), Rafael Lara Martins, destacou, durante a 20ª Sessão Ordinária do Conselho Pleno, realizada na tarde desta quarta-feira (1º de dezembro), que a advocacia goiana precisa caminhar unida, sem quaisquer divisões.

    “Somos uma só advocacia. As eleições já passaram. É hora de seguirmos juntos, unidos, em prol dos interesses da advocacia. Não podemos permitir que seja guardado a nós o destino da política no Brasil, em que passam as eleições, mas as bandeiras não abaixam. A OAB é supra partidária e deve caminhar unida”, afirmou, durante pronunciamento na abertura dos trabalhos. 

    Rafael ainda destacou a missão de suceder a gestão de Lúcio Flávio de Paiva. “Devo registrar os meus parabéns e congratulações ao atual Conselho Seccional pelo trabalho que foi feito, nos últimos seis anos. Foi uma honra servir a advocacia ao lado dos senhores e senhoras. Cumprimos nosso papel e uma missão bem cumprida. Advocacia nos respondeu com a maioria dos votos para as chapas que representavam a situação”, afirmou.  

    O presidente eleito deu as boas-vindas aos conselheiros seccionais eleitos, em nome do presidente da subseção de Crixás (Daniel Neto); e reeleitos, em nome do conselheiro Murilo Chaves. 

    O atual presidente do Conselho, Lúcio Flávio de Paiva, destacou que, como conselheiro nato que se tornará em breve, pela condição ex-presidente, continuará participando das sessões do Conselho Pleno. “A advocacia é meu lema. Aqui continuarei”, destacou.

    Participaram da reunião, pela nova diretoria eleita ainda: a secretária-geral, Talita Hayasaki; secretária-geral adjunta, Fernanda Terra; e o tesoureiro Eduardo Cardoso Jr. Pela atual diretoria, além de Lúcio Flávio de Paiva: o secretário-geral, Jacó Coelho; a secretária-geral adjunta, Delzira Menezes.

    A sessão contou ainda com a participação de dezenas de conselheiros eleitos, presencial e virtualmente.(Fonte OAB-GO)